NOTÍCIAS

> Notícias > Quais são os 7 principais erros que empreendedores cometem ao iniciar um negócio?

Quais são os 7 principais erros que empreendedores cometem ao iniciar um negócio?

Categorias
23 de Junho de 2021
Publicado por Service Contabilidade
Notícias

Todo novo negócio requer um tempo de maturação, até que as pessoas estejam habituadas a conviver com a marca, se relacionar com ela e iniciar uma interação que caminhe para a fidelidade.

Embora a ousadia seja uma característica bem-vinda na personalidade dos empreendedores, ter cautela é essencial para evitar alguns erros. Relacionamos abaixo aqueles que consideramos mais graves e detalhamos alguns procedimentos para que você evite cometê-los.

1. Não ter plano de negócio

Vemos a todo o momento negócios sendo inaugurados com promessa de ser algo completamente diferente do que existe no mercado. As notícias do fechamento com menos de três anos de existência são tão frequentes quanto.

Por que isso acontece? Por mais promissor que seja um negócio, a falta de planejamento pode ser um tiro no escuro. Muitos empreendedores acreditam em um novo projeto, reservam o capital para investir, mas não planejam todas as etapas.

Em um plano de negócios, deve constar não apenas a ideia, mas tudo que envolve o novo negócio em curto, médio e longo prazo. Podemos entendê-lo com uma ferramenta agregada, pois acompanhará você até que a empresa esteja de fato consolidada.

Colocar no papel todo o plano de negócio — ou seja, a teoria — vai evitar cometer muitos deslizes na prática. Veja o que incluir:

  • análise do mercado — concorrência e fornecedores;
  • planejamento financeiro — investimento, previsão de receitas e despesas;
  • plano de marketing — divulgação, promoção, embalagem, qualidade;
  • plano operacional — vendas, estoque, entrega, distribuição.

Esses são alguns dos principais fatores e a cada um cabe detalhamento minucioso. Percebeu o quanto não cuidar da elaboração pode afetar o sucesso do seu negócio?

2. Não se capacitar

É neste momento que entra a necessidade e a importância de se capacitar adequadamente. Para abrir um negócio, o empreendedor deve ter domínio do plano de ação.

Podemos dizer que entender de finanças, marketing, operações e vendas é requisito obrigatório para um empreendedor que almeja a longevidade para o seu negócio. Instituições como o Sebrae  estão sempre desenvolvendo cursos de capacitação para micro e pequenos empresários, abrangendo, por exemplo, desde o empreendedorismo até o futurismo.

Os cursos voltados para o empreendedorismo abordam as questões mais críticas do negócio e colocam o futuro empreendedor para refletir sobre as oportunidades do mercado e todos os cuidados que se deve ter para gerir com eficiência.

3. Ser desorganizado nas finanças

Dependendo do tipo de negócio, é normal fazer investimentos em móveis e equipamentos, abrir conta no banco, estocar mercadoria etc., mas tudo isso deve ser rigorosamente computado e controlado, seja em planilha, sistema ou anotações.

Um saldo negativo sem identificação vai afetar as contas e as relações comerciais e bancárias. Para qualquer empreendimento, não ter crédito no mercado é prenunciar a má gestão e conduzir o negócio a um lugar de difícil recuperação.

A boa gestão financeira preza pela elaboração de um fluxo de caixa e pelo registro de cada valor movimentado dentro da empresa. Quando esse processo não acontece, será difícil saber o que se origina das vendas e quais contas e quando elas devem ser pagas, comprometendo a saúde financeira.

4. Não estabelecer metas

Aonde você deseja chegar com o seu negócio? Qual é a sua previsão de vendas e de retorno do investimento? Sem metas, o empreendimento corre o risco de perder o ritmo, e você ficará sem saber o que fazer para driblar as dificuldades.

Um negócio não deve ser aberto apenas porque dá dinheiro. É essencial que seja algo do qual o empreendedor goste e que entenda a fundo, para saber estabelecer as metas e lidar com os momentos de altos e baixos.

5. Desconsiderar os concorrentes

Quem são os seus concorrentes e o que será preciso para superar suas vendas? Por mais próspera que pareça a ideia de empreender, considere que os empreendedores que já estão no mercado não estão parados esperando a chegada de um concorrente.

Estudar bem a concorrência e não ignorar o fato de que, se estão no mercado, é porque entendem da área é uma forma bem visionária de não cometer esse que também é um erro grave.

6. Misturar as contas pessoais com as do negócio

Outra falha que não deve acontecer e que é bem recorrente entre os empreendedores em início de carreira. Quando um negócio é aberto e registrado, se torna pessoa jurídica e se difere completamente da pessoa física.

A conta bancária será em nome da empresa e não em nome do empreendedor. Mesmo para quem é microempreendedor individual e desobrigado de ter conta jurídica, misturar as duas contas será um erro.

Como empreendedor, você precisa entender que há uma retirada mensal atribuída ao sócio e que deve cobrir as despesas pessoais. A utilização do dinheiro da empresa para pagar contas próprias é um erro que deve ser evitado a todo custo.

7. Não divulgar o negócio corretamente

Há um ditado popular que diz que “o que não é visto não é desejado”. Jamais pense que você tem um excelente negócio e que ele se vende sozinho. Embora alguns produtos ou serviços sejam de extrema utilidade, a divulgação é uma forma de apresentar e fortalecer a marca.

Construa uma relação agradável com o cliente e ofereça a ele uma experiência diferenciada desde o início. Embora isso valha para qualquer negócio, empreendedores iniciantes precisam de laços mais fortes nos primeiros passos.

Fonte: Sebrae

 

0
0

Deixe um comentário:


Comentário: